PNAD – JAN/17 – “Além do aumento na taxa de desemprego, houve uma redução na quantidade da força de trabalho ocupada”

Desempenho Geral

A taxa de desocupação em janeiro de 2017 foi estimada em 12,6%, um avanço de 0,6% na comparação com o trimestre móvel de dezembro de 2016.

Capturar.PNG

Capturar.PNG

Conforme é possível verificar, além do aumento na taxa de desemprego, houve uma redução na quantidade da força de trabalho ocupada. Esta redução pode ser entendida como uma migração de postos de trabalhos formais para informais, ou, ainda, como uma retração na atividade econômica.

Rendimentos, grupamento e categorias

Enquanto a taxa de desocupação de janeiro de 2017 aumentou, é possível verificar um aumento no valor do rendimento principal e da somatória dos rendimentos da população. É possível associar este aumento no rendimento médio da população com a queda do IPCA (queda da inflação) e com os cortes no valor da taxa de básica de juros (SELIC; taxa utilizada como ‘custo do dinheiro’).

Capturar.PNG

 

 

O grupamento econômico responsável por empregar a maior parte da população economicamente ativa é o grupo do comércio (19,6%), seguido pelo grupo de atividades relacionadas à administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (setor de serviços públicos e privados 16,9%).

Capturar.PNG

É possível verificar que grupo dos empregos com carteira assinada, ou seja, que se enquadram na categoria de trabalho no regime da CLT, é responsável por empregar a maior parte da população (37,7%).

Capturar.PNG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s